Retrocomputação e ecologia x Consumismo

Estava eu lendo meus sites preferidos sobre retrocomputação e então me deparo com uma alteração brusca no visual do site “PopolonY2k rulezz“. Para justificar esta mudança o autor fez um post muito interessante sobre sua iniciativa em trocar o tema do site para exaltar a economia e preservação dos recursos naturais do planeta, o que concordo com ele, tem tudo a ver com retrocomputação.

Nunca escondi o quão radical sou sobre retrocomputação, considerando os benefícios inúmeros, e entre eles principalmente a economia de recursos. Eu sempre incentivei a questão do baixo consumo de energia e menor produção de lixo tecnológico através da utilização de hardware obsoleto, mas a questão que o PopolonY2k levantou foi além, onde se você continuar a utilizar mais tecnologia antiga, menos PCs novos serão comprados e menos serão produzidos, diminuindo o impacto no ambiente.

Parece bobagem, parece pouco, parece loucura. Não meus caros, isso não é loucura, isso é um FATO. Loucura é o que se tornou nosso sistema capitalista consumista (veja o vídeo no final deste post).

Sempre segurei meus PCs até o último momento para então trocá-los, e de uns tempos pra cá devido ao reset da minha vida passei a rever meus conceitos de forma ainda mais abrangente e acho que a sustentabilidade precisa ser uma preocupação de todos.

Venhamos e convenhamos, TODO MUNDO É CONSUMISTA, uns mais, outros menos, o mundo está fazendo isso conosco e digo isso há tempos. Vejo amigos e familiares se estourando em dívidas comprando cada vez mais, e comprando muitas vezes o que não precisam, e mais, não me excluo dessa turma, já me afundei deveras em cartões de crédito para financiar coisas que na verdade era um luxo que não precisava. Não é questão de “ah, trabalho e mereço isso”, é questão de “você não precisa disso”!

Então não falo as coisas na teoria ou hipocrisia, tenho absoluta experiência em dizer que o consumismo excessivo nos leva a uma felicidade TEMPORÁRIA E ILUSÓRIA, ao qual graças ao estado anestesiado que ficamos sequer percebemos o quanto gastamos (10x sem juros?), não percebemos mais o quanto trabalhamos, e o mais agravante, passamos a não ter mais tempo livre para curtir A VIDA COMO ELA DEVE SER.

Tudo que o consumista faz vai se misturando e formando uma bola de neve e no final das contas você se descobre mergulhado em dívidas, a felicidade temporária passou e deu lugar a um vazio, e muitas vezes é obrigado a vender depois o que comprou por um preço menor do que pagou, e o pior, descobrindo que não teve sequer tempo de aproveitar toda a besteira que comprou.

E preste atenção, se você é um consumista e tem muito dinheiro pra gastar achando que portanto não terá problemas, pense duas vezes porque já vi isso também, sua vez vai chegar, dinheiro pode não ser problema para você mas o resto será. Consumir moderadamente faz parte da vida e te caracteriza como um CONSUMIDOR, mas comprar excessivamente te torna um CONSUMISTA robotizado e irá lhe trazer todo o mal que qualquer vício causa, então acredite quando digo que dinheiro será o menor de seus problemas.

Não se assuste, não digo tudo isso só por experiência própria, se fosse isso nem me preocuparia pois estou aprendendo a me cuidar, na verdade estou escrevendo tudo isso pois continuo vendo uma quantidade cada vez maior de pessoas a minha volta com problemas semelhantes e ATÉ PIORES e eles não percebem, e quando se dão conta, nem sabem como sair desta crise.

Não precisamos de 2012 para o mundo acabar, a crise econômica já está instalada e se alastrando e sinceramente já estou esperando por isso. Parece apocalíptico fazer esta afirmação, mas às vezes acho que se algo catastrófico não acontecer logo de forma que a humanidade acorde para ver o valor real das coisas, não sei a que ponto vamos chegar e em que planeta meus netos vão andar.

A Terra não está a nossa disposição! Isso aqui não é “pegar e levar”, e o homem tem tratado este planeta desta forma há muito tempo sem repor o que pega. Reflita, todos nós sabemos que um dia isso vai dar m*rda, é só uma questão de tempo.

E o que tudo isso tem a ver com ecologia, sustentabilidade e afins? Termino este post não te pedindo, mas IMPLORANDO para que você veja este vídeo abaixo INTEGRALMENTE e então você vai entender tudo o que escrevi aqui. ISSO PODE MUDAR SUA VIDA:

PS.: Continuo comprando sim! Mas ao menos estou investindo em retrotecnologia de forma moderada e não incentivando todo este sistema capitalista e suicida.

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Excelente post….

    …está tão alinhado com o que penso que até parece que eu mesmo que escrevi.

    []’s
    PopolonY2k

    1. Que ótimo, então além de parceiros nos sites, somos amigos na ideologia também. Fico muito feliz em saber que tem mais gente que se preocupa e divulga a realidade das coisas.

  2. Conheço este vídeo, é ótimo mesmo e faz as pessoas pensarem… aqui em casa eu e Ricbit pensamos centenas de vezes antes de comprar qualquer coisa. Para vc ter uma ideia não tenho celular há 3 anos, e nem sinto falta… também não temos carro e nem pretendemos ter, pq é um gasto desnecessário já que ele vai a pé pro trabalho, eu trabalho de casa, e não temos filhos. E vamos combinar que comprar só para dizer que tem é burrice né?

    Quando estávamos no EUA era lançamento do Ipad, o pessoal tava naquela febre de comprar. Chegamos a pegar um na mão mas não compramos. Depois de um tempo o Google deu um Xoom para cada funcionário, e ele ficou encostado um tempão, até o Ricbit usar para ler livros e gibis da internet. Mas se dependesse de pagarmos 2 mil num negócio desse, não teríamos nos animado.

    Tem gente que está sempre trocando de celular, de carro, comprando roupas, sapato, cosméticos… nós brincamos que somos mais produtivos que consumistas. Ainda bem, pq sobra mais dinheiro também, que preferimos gastar com viagens. 😉

    1. Isso ai! Vocês são um casal “ecologicamente corretos”… Se 50% das pessoas pensassem assim o sistema não estaria entrando no colapso que está. Vocês são a prova viva do conceito correto de “temos condições de comprar mas só compramos o que realmente precisamos”.

      O munto surtou! Todo mundo quer comprar tudo ao mesmo tempo, a cada 6 meses a tecnologia de tudo praticamente renova e vamos lá comprar de novo e encostar o produto anterior… A vida de muita gente se tornou uma anomalia cíclica constante com poucas possibilidades da pessoa acordar para a vida real. É uma “MATRIX DE CONSUMISMO E POLUIÇÃO”, o problema é que estamos nela também e somos afetados com isso, mesmo saindo do esquema!

      Às vezes quando digo que este mundo tinha que “rachar no meio” em 2012 para ver se o pessoal acorda, começo a perceber que não estou tão radicalista assim.

  3. Concordo com gênero e grau em tudo o que você expôs, tive por muito tempo um Core Duo, que já estava cansado, e apenas troquei de computador quando tive a oportunidade de poder doar ele para uma outra pessoa que estaria precisando, é incrível o que para nós muitas vezes está obsoleto, mas para alguém que nunca teve a oportunidade de ter um PC, parece uma máquina de outro mundo. Se todos fizessem assim, tenho certeza que a quantidade de lixo eletrônico seria muito menor.

    1. Sem dúvida, também já percebi muitas vezes isso, eu já recebi micros que para outros eram antigos e para mim era o “top de linha”, bem como já doei vários para suprir a necessidade de quem tinha micros obsoletos, ou pior, não tinham micro algum. Se cada um fizer sua parte, o pouco de cada um torna a porção grande o suficiente para fazer a diferença, e o planeta Terra agradece.

Deixe uma resposta